DESTAQUES DO DIA

Projeto solar em Sarandi promete economia na conta de luz com 9,7 mil placas

Projeto solar em Sarandi promete economia na conta de luz com 9,7 mil placas

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

A Copel inaugurou uma nova usina solar fotovoltaica em Sarandi, que começou a operar nesta semana. O complexo, que se estende por 110 mil metros quadrados, é equipado com 9,7 mil painéis solares e tem a capacidade de produção estimada em 13,7 GWh (gigawatt-hora) por ano, embora esse número possa flutuar dependendo da incidência solar. A energia produzida é suficiente para suprir as necessidades de 200 clientes comerciais do grupo B, com a promessa de redução de até 15% nos custos de energia para aqueles que aderirem ao projeto.

Os painéis são compostos por células fotovoltaicas de silício policristalino, que transformam luz solar em eletricidade. Para maximizar a eficiência, 90 rastreadores solares foram instalados para ajustar a posição dos painéis ao longo do dia. O foco inicial do projeto são os clientes comerciais do Grupo B com contas mensais acima de R$ 400,00 e que ainda não participam de sistemas de compensação de energia, como a geração distribuída em telhados.

O uso de tecnologia fotovoltaica está em ascensão no Brasil, oferecendo uma opção economicamente viável para os consumidores. Os benefícios incluem economia de custos, manutenção reduzida e longa durabilidade dos equipamentos. De acordo com a Aneel, houve um aumento de 40% na produção de energia limpa através desses sistemas em 2023, comparado ao ano anterior.