DESTAQUES DO DIA

Procon Maringá encontra variação de até 1.480% no preço do material escolar

Procon de Maringá fecha 2022 com uma pesquisa de preços dos principais itens presentes na lista de material escolar das crianças. Entre os dias 13 e 23 de dezembro, o órgão de defesa do consumidor comparou os valores de 86 itens em 14 estabelecimentos, entre livrarias e lojas localizadas no centro, bairros e shoppings. Foi identificada uma diferença de até 1.480% nos preços.
Foram considerados os preços para pagamento à vista, sem clube fidelidade, descontos ou promoções. O Procon informa que os valores têm variação diária. A pesquisa de preços visa auxiliar os pais ou responsáveis na hora de comprar o material escolar para o ano letivo de 2023.
A maior diferença no levantamento foi encontrada no preço da régua plástica de 30 centímetros. O valor mais barato registrado foi R$ 0,25 e o mais caro R$ 3,95 – uma diferença de 1.480%. No caso do dicionário de Língua Portuguesa, a diferença foi de 1373,92%. O preço mais barato encontrado foi de R$ 4,41 e o mais caro de R$ 65.
Por isso é importante pesquisar antes de comprar, como explica o coordenador do Procon, Flávio Mantovani. “Como alguns produtos são de baixo valor, como a régua, por exemplo, os consumidores muitas vezes acabam não pesquisando os preços antes da compra. Mas no final da compra, o volume economizado é grande. Esta economia pode fazer a diferença no orçamento familiar, podendo ser utilizado em outras despesas do início de ano”, destaca.
Conforme a pesquisa, caso o consumidor comprasse todos os itens nos locais onde estão mais baratos, gastaria R$ 541,95 no total. No entanto, se comprasse todos os materiais somente nos locais com preços mais caros, gastaria R$ 1.717,15, ou seja, uma diferença de até R$ 1.175,20.