POLICIA

Policial bolsonarista autor de tiros que mataram petista no Paraná deve ser ouvido nesta quinta (15)

Depoimento de Jorge Guaranho está programado para ocorrer por videoconferência. Audiências do caso começaram na quarta (14), em Foz do Iguaçu. Guaranho é réu por homicídio duplamente qualificado.

O policial penal federal Jorge Guaranho, réu pela morte do tesoureiro do PT Marcelo Arruda em Foz do Iguaçu, deve ser ouvido pela primeira vez nesta quinta-feira (15), durante as audiências de instrução do caso. O crime aconteceu em julho.

As audiências começam às 13h30, no fórum do município. O réu será ouvido por meio de videoconferência. De acordo com a programação, ele será o último a prestar depoimento.

Antes de Guaranho, outras testemunhas devem ser ouvidas, entre elas, a esposa dele. O número de convocados para o segundo dia de audiências não foi divulgado.

Na quarta (14), primeiro dia de audiências, 11 pessoas foram ouvidas, entre elas, a viúva de Marcelo Arruda. As audiências são fechadas. Acompanhado do advogado, Guaranho assistiu, remotamente, aos depoimentos do dia.