POLICIA

Polícia investiga triplo assassinato ocorrido na região de Maringá

A polícia de Campo Mourão – a 90 quilômetros de Maringá – investiga um triplo homicídio registrado na madrugada desta quinta-feira, 15. O crime aconteceu em um condomínio de prédios localizado na Rua São José – área central da cidade. Era por volta das 4h, quando a polícia militar foi informada por moradores do local, que no condomínio havia ocorrido disparos de arma de fogo.

Quando chegarem ao local, os policiais encontraram no apartamento quatro homens baleados. Um deles estava vivo. Todos foram feridos na cabeça por tiros de pistola. A vítima que sobreviveu ao atentado, foi socorrida em estado grave. Ronaldo Samuel Peres da Silva, de 42 anos – está internado na UTI do Hospital Santa Casa. Das três vítimas que morreram, duas delas foram identificadas – trata-se de Marcelo Rodrigo de Souza, e Adriano Tupech, os dois tinham 34 anos. A terceira pessoa não portava documentos.

Segundo relatos de uma testemunha, o atirador teria fugido em uma caminhonete Toyota Hilux de cor prata, sentido a Maringá. Uma das vítimas morava no condomínio a aproximadamente dois meses. Nesse primeiro momento a PCPR tenta descobrir se o assassino chegou durante a madrugada para cometer o crime ou se já estava com as
vítimas.

Por volta das 9 horas da manhã, a caminhonete foi encontrada abandonada no Anel Viário de Campo Mourão. O veículo tem placas de Curitiba e não tem queixa de furto ou roubo. O último dono da Hilux, disse ter vendido a caminhonete, a aproximadamente três meses. A polícia civil informa, que as vítimas identificadas tinham antecedentes criminais. Inclusive envolvimento em assaltos. A suspeita é que sejam integrantes de alguma quadrilha especializada em roubos a ônibus de turismo. A princípio seriam moradores da região metropolitana de Curitiba. Nenhum suspeito foi preso. No apartamento foram encontradas mercadorias contrabandeadas do Paraguai.