DESTAQUES DO DIA POLICIA

PM prende Natan Henrique, apontado como assassino da garçonete Samantha Campana

Com base em uma denúncia feita por uma moradora da Zona 2, policiais militares prenderam na noite desta terça-feira, 31 de janeiro, o indivíduo Natan Henrique Gomes Ananias, de 21 anos, apontado como assassino da mulher trans Samantha Campana, de 23 anos, no domingo à tarde nas proximidades do Terminal Urbano de Maringá. O suspeito foi preso quando estava na Avenida Cerro Azul.

Na tentativa de não ser reconhecido, o suspeito tinha pintado o cabelo de louro, mas mesmo assim foi reconhecido devido à ampla divulgação da imagem captada por câmeras de monitoramento no momento em que Natan fugia após ter esfaqueado Samantha, na Avenida João Paulino, entre o Terminal e o Mercadão.

No momento da prisão, o rapaz negou que fosse ele o assassino, chegando a dizer que o suspeito era um irmão dele. Mas, as mentiras não adiantaram, pois os dois PMs que efetuaram a prisão o encaminharam para a 9ª Subdivisão Policial de Maringá, onde está à disposição da Justiça.

Natan Henrique Ananias matou Samantha com uma facada no coração durante uma tentativa de roubo. A mulher trans, que trabalhava em uma pizzaria no interior do Mercadão Fratello, trabalhou durante o dia no domingo e por volta das 17 horas, após almoçar, saiu com um colega de trabalho e estavam próximo ao Terminal quando foram abordados por Natan, que tentou tomar o celular de Samantha. Como não conseguiu, deu uma facada na moça e fugiu a pé.

A Polícia Militar foi chamada e fez buscas em toda a região central, mas não conseguiu prender o assassino – até porque não tinha muitas informações sobre como ele era. Somente nesta terça-feira, quando praticamente os sites de notícias de Maringá divulgaram imagens e o nome do suspeito, as buscas obtiveram melhor resultado. O delegado-chefe da 9ª SDP fez um apelo à população para que denunciado, caso visse o suspeito. E a população colaborou.