BRASIL E MUNDO

Plataforma do Governo Federal soluciona mais de 77% das reclamações de consumidores do Paraná

A cada 10 reclamações feitas pelos consumidores do Paraná, 7 foram solucionadas por meio do Consumidor.gov.br, plataforma online para solução de conflitos do Governo Federal. Os dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) indicam que, somente neste ano, 77,86% das 98.998 reclamações finalizadas foram resolvidas.

Entre os segmentos de mercado, o de operadoras de telecomunicações (telefonia, tv por assinatura e internet) lidera o ranking, somando 25.590 registros. Em segundo lugar, estão bancos, financeiras e administradoras de cartão (25.003), e, em seguida, comércio eletrônico, com 7.718 notificações.

Outro indicador positivo é que 98,32% das reclamações dos consumidores do estado foram respondidas pelas empresas cadastradas na plataforma, entre janeiro e outubro deste ano.

Em relação aos problemas mais registrados no portal, o principal ponto é a dificuldade, atraso na devolução de valores pagos, reembolso e retenção de valores. No Paraná, os homens são os que mais registram reclamações no Consumidor.gov, com 55,26%, enquanto as mulheres respondem por 44,67% das notificações.

Considerando o panorama regional, o Sul está na segunda colocação de maior média de solução das reclamações, chegando a 78,25%. Em primeiro lugar, está o Norte (78,26%) e na terceira posição está o Nordeste, com 77,41%.

Nacional

 

A plataforma Consumidor.gov.br permite a comunicação direta entre os consumidores e empresas para a solução de conflitos sobre produtos ou serviços adquiridos. O portal é gratuito e possibilita que os consumidores tenham a resolução de conflitos de forma rápida e desburocratizada.

No âmbito nacional, a média de resoluções das reclamações registradas chega a 77,28%, segundo dados do Ministério da Justiça e Segurança Pública. O montante de processos finalizados é de 6 milhões, no período de junho de 2014 até outubro de 2022.

As principais reclamações são contra empresas bancárias, operadoras de telecomunicação e transporte aéreo, respectivamente. Os problemas mais frequentes são dificuldade/atraso na devolução e oferta não cumprida/serviço não fornecido. O prazo médio de resposta é de sete dias úteis e o índice de resposta é expressivo: 98% das ações. Atualmente, a plataforma tem 4 milhões de usuários cadastrados e conta com a participação de 1.265 empresas.

Como funciona

No Consumidor.gov.br, o registro de uma reclamação ocorre, exclusivamente, a partir da experiência individual do consumidor. Por meio da plataforma, o usuário registra sua reclamação e a empresa responde. Quem diz se a demanda foi respondida ou não, é o cidadão, tendo em vista que o processo é feito 100% online.

O primeiro passo é verificar se a empresa está cadastrada no sistema do Governo Federal.  Após esta etapa, é necessário registrar a reclamação no site e, a partir daí, inicia-se a contagem do prazo de até 10 dias para a manifestação da empresa. Por fim, o consumidor poderá ter a chance de comentar a resposta, classificar a demanda como Resolvida ou Não Resolvida e, ainda, classificar o grau de satisfação.