DESTAQUES DO DIA

Parque do Ingá e Buracão de Maringá recebem observação da biodiversidade

Os parques do Ingá e Alfredo Nyffeler (Buracão) recebem nesta sexta-feira, 28, e no sábado, 29, amantes da natureza em um movimento internacional de registro da biodiversidade do local. A ação, faz parte da ′Grande BioBlitz do Hemisfério Sul′. Na atividade, a população de diversos países é convidada a exercer o papel de cientistas cidadãos e registrar todas as espécies vivas durante a primavera no Hemisfério Sul.

Em Maringá, a atividade conta com apoio do Município, por meio do Instituto Ambiental de Maringá (IAM), e será realizada pelo Projeto Tamari, Vem Passarinhar Paraná e o Programa de Pós-Graduação em Biologia Comparada da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Os interessados podem fazer a inscrição prévia pela internet ou no dia do evento. Acesse aqui para se inscrever.

Nesta sexta-feira, os inscritos poderão participar de uma visita guiada, às 16h, para observar répteis e anfíbios do Parque Alfredo Nyffeler. No sábado, às 9h, a programação é voltada para observação das aves que vivem no Buracão. No mesmo dia, ocorre no Parque do Ingá a ′Noite das Mariposas′, com atividades a partir das 16h, incluindo a vistoria de armadilhas luminosas, roda de histórias e piquenique.

O objetivo é que a comunidade possa registrar, por meio de fotos ou áudio, espécies vivas. Como cientistas cidadãos, as pessoas poderão compartilhar os registros na plataforma iNaturalist e especialistas validarão a identificação das espécies. De forma colaborativa, o movimento produz um grande levantamento sobre a fauna e flora de diversas regiões do planeta.

“É sempre muito importante aproximarmos a comunidade das nossas áreas verdes. Esse movimento é fundamental para que a população possa aprender sobre as espécies presentes no nosso parque e desenvolverem essa relação de proximidade e proteção ao meio ambiente”, afirma a diretora-presidente do IAM, Juliane Kerkhoff.

Para participar das atividades, a orientação é utilizar repelente, sapato fechado e roupas confortáveis. Além disso, é importante levar lanterna nas atividades noturnas e o smartphone ou câmera fotográfica para o registro.