PARANÁ

Natal de Curitiba deve incrementar turismo em 10%

Com a volta da programação integralmente presencial, o Natal de Curitiba – Luz dos Pinhais 2022 vai estimular a economia local em diversos setores, como hotelaria, gastronomia, transporte, prestação de serviços e comércio. A expectativa do Instituto Municipal o Turismo de Curitiba é de que o evento registre um crescimento de 10% no movimento de turistas e de público local em relação a 2019, último ano antes da pandemia da Covid-19.

A programação deste ano foi lançada ontem, na Prefeitura de Curitiba. Com o tema Celebre a Vida, durante 32 dias (22 de novembro a 23 de dezembro), a programação reunirá mais de 130 atrações gratuitas, a maior do país, quase todas ao ar livre, realizadas pela Prefeitura, patrocinadores e entes privados. A decoração poderá ser apreciada até 8 de janeiro.

Na última edição antes da pandemia, em 2019, a programação de Natal de Curitiba reuniu cerca de 746 mil pessoas segundo levantamento do Instituto. Do público que acompanhou os eventos, 106 mil eram turistas que tiveram uma taxa de permanência na cidade de quase quatro dias

Na pré-pandemia, o Natal de Curitiba movimentou R$ 71 milhões na economia local devido à programação de fim de ano. Já em 2021, o Natal de Curitiba, que manteve uma programação híbrida, registrou quase dois mil empregos diretos entre artistas e bastidores do evento.

“A 6ª edição chega para consolidar o Natal de Curitiba no calendário de eventos populares do país, onde turistas e a população local podem desfrutar de espetáculos e das atrações sem nenhum custo de maneira que sobre mais recursos para gastar na economia local”, destaca Tatiana Turra, presidente do Instituto Municipal do Turismo de Curitiba.

Até o ano passado, as atrações seguiam os protocolos do município de combate à pandemia, com as atrações do Natal com distanciamento social, obrigatoriedade do uso de máscara, controle de público e agendamento on-line para concertos, autos, óperas, passeios e apresentações drive-thru ou drive-in. (SMCS)