POLICIA

Mulher acusada de mandar matar mãe e filha é condenada a 28 anos de prisão

O Tribunal do Júri condenou a 28 anos de prisão em regime fechado Maiara Duarte Fernandes por ser a mandante da morte de mãe e filha em Maringá. O crime aconteceu em 2014, em uma residência na avenida Laguna, Vila Operária. Na ocasião foram assassinadas a tiros Lucimara Junho, de 40 anos, e a filha Karen Fernanda Ferreira, de 18. Elas foram executadas com tiros na cabeça. Após o crime os assassinos fugiram sentido ao Parque do Ingá. O júri foi realizado nesta terça-feira, 22, ao longo de todo o dia no Fórum de Maringá.

Duas testemunhas que presenciaram a ação dos criminosos acionaram a Polícia Militar, que prendeu em flagrante Welington Fernando Rodrigo da silva e William Moreno Nonato ambos a época com 23 anos. Os dois foram condenados dois anos depois do crime pela morte das mulheres a 31 anos de prisão. No decorrer da investigação, a polícia descobriu que Maiara era namorada de um dos assassinos e se envolveu em uma briga com as vítimas horas antes em um bar na avenida Monteiro Lobato.

Após a briga ela contou o fato ao namorado e teria pedido que ele matasse as mulheres. Durante a madrugada, ele e o comparsa invadiram o imóvel das vítimas e mataram mãe e filha. Apesar da condenação, a defesa de Maiara pode recorrer. Ela vai responder inicialmente ao crime em liberdade.