MARINGÁ

Mesmo sem anúncio oficial, Procon Maringá constata aumento no preço dos combustíveis

O Procon de Maringá vistoriou os postos de combustíveis da cidade nesta segunda-feira, 17, sob suspeita de aumento nos preços sem que haja reajuste anunciado oficialmente pelo Governo Federal. Os agentes do órgão de defesa do consumidor fotografaram as placas com os preços dos combustíveis e verificaram as notas fiscais de compra dos produtos. Além disso, vão notificar as distribuidoras para saberem os valores das vendas recentes e cruzarem com os preços coletados nas bombas dos postos maringaenses.

Nas vistorias feitas nesta segunda-feira, 17, a equipe verificou que há postos de combustíveis com o litro até R$ 0,30 mais caro do que estavam nos últimos dias, mesmo sem anúncio oficial de reajuste. “Estamos monitorando e verificando as notas dos postos e também faremos com as distribuidoras, para entendermos os motivos desse aumento. Se for constatada alguma irregularidade, será aberto processo administrativo para apurar”, comentou a coordenadora do Procon, Patrícia Parra.

O trabalho de vistoria nos postos de combustíveis de Maringá é frequente. Além dos preços, são verificados: documentação, serviços e se a comunicação para os clientes é clara. Num dos postos visitados nesta segunda-feira, 17, a equipe do Procon verificou que faltava um número na placa de preços, gerando dúvidas ao consumidor. O gerente foi orientado a corrigir o problema na hora.

O Procon também realiza pesquisa de preços para orientar o consumidor. No último levantamento, realizado no fim de setembro, foi verificada uma diferença de até 21% nos valores de alguns combustíveis. As pesquisas e vistorias são realizadas periodicamente, sem aviso prévio e em postos de bandeiras e regiões diferentes.