DESTAQUES DO DIA

Memória: Pelé jogou em Maringá contra o GEM nos anos de 1960

No século 20, um dos maiores times do mundo foi o Santos Futebol Clube da fase áurea com Pelé, Coutinho, Pepe e companhia limitada. Era um esquadrão que conquistou títulos e o mundo a partir do final dos anos de 1950, excursionando pelos quatro cantos da Terra.

Um desses jogos ocorreu em Maringá, em 16 de maio de 1965, no Estádio Regional Willie Davids (WD). A partida amistosa se deu contra o Grêmio Esportivo Maringá (GEM).

“O GEM saiu na frente. Após o gol contra o time paulista, a torcida maringaense começou a vaiar e ofender o adversário. Até então, Pelé estava no banco de reservas para ser poupado. Contudo, o Santos reagiu e, com a entrada do rei do futebol no segundo tempo, não só virou o jogo como ganharia com uma das maiores goleadas da história do futebol local: 11 a 1”, conta o projeto Maringá Histórica.

Escalação
O GEM tinha em campo os seguintes jogadores nesse amistoso, segundo o Maringá Histórica:
– Mauricio;
– Nilo,
– Pinduca;
– Edson;
– Haroldo;
– Roderlei;
– Danubio;
– Aurélio;
– Edgar;
– Zuringue; e
– Luís Roberto.
E o Santos:
– Laércio;
– Carlos Alberto;
– Mauro;
– Geraldinho;
– Lima;
– Haroldo;
– Peixinho;
– Mengalvio;
– Coutinho;
– Pelé; e
– Pepe.

Morte
Considerado como o maior jogador de todos os tempos, o brasileiro Pelé morreu nesta quinta-feira (29) aos 82 anos de idade.

Edson Arantes do Nascimento, seu nome de batismo, morreu estava no Hospital Albert Einstein, na zona Sul da capital paulista. De acordo com boletim médico, a morte ocorreu em decorrência de falência múltipla de órgãos.

“O Hospital Israelita Albert Einstein confirma com pesar o falecimento de Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, no dia de hoje, 29 de dezembro de 2022, às 15h27, em decorrência da falência de múltiplos órgãos, resultado da progressão do câncer de cólon associado à sua condição clínica prévia”, diz o texto divulgado. Pelé estava internado no hospital desde 29 de novembro.