DESTAQUES DO DIA ESPORTE

Maringá vence o Cascavel em casa, já o Aruko perde para o Operário em Ponta Grossa

Com a vitória, o Maringá subiu para a 5ª posição no Paranaense, já o Aruko caiu para a 9ª colocação. As duas equipes se enfrentam no sábado, 4.

Em jogo de seis gols, o Maringá FC derrotou o FC Cascavel na noite desta quarta-feira, 1º, no Estádio Willie Davids, chegou a 10 pontos e subiu para a quinta posição no Campeonato Paranaense 2023. O Cascavel ainda não tinha perdido no Estadual deste ano.

A partida desta quarta mostrou um Maringá que foi para cima o tempo todo, característica dos times comandados por Jorge Castilho, o que significa que, na medida em que o Paranaense passa da metade da primeira fase, o técnico está acertando a equipe.

Mas, o Cascavel não se entregou. Mesmo em desvantagem, esteve o tempo todo no ataque, principalmente no segundo tempo, quando obrigou o goleiro Dheimisson trabalhar. Foram tantas defesas que o goleiro foi considerado o melhor do Maringá Futebol Clube. O jogo poderia ter outra história não fosse o azar do Cascavel logo nos primeiros minutos de jogo. O visitante fez o primeiro ataque, levando perigo ao gol de Dheimisson no primeiro minuto de jogo e levou um gol aos 3 minutos.

O Maringá fez um ataque rápido, que deixou o centroavante Gui Salles na cara do gol. O goleiro André Luiz não teve alternativa, a não ser derrubar o atacante, cometendo um pênalti, que foi cobrado por Serginho, que converteu. Mas, o azar foi maior do que levar o gol: o goleiro se machucou e precisou ser substituído aos 5 minutos.

O jogo continuou franco, com o Cascavel reagindo e buscando o empate todo o tempo. Mas, foi o Maringá que marcou. Já nos acréscimos do primeiro tempo, aos 47 minutos, Caíque ampliou. O segundo tempo começou com superioridade do visitante, que buscou o gol e o encontrou logo aos 3 minutos, por meio do atacante Robinho. E o time continuou atacante e em vários momentos transpareceu que faltava pouco para chegar ao empate. Mas, mais uma vez, foi o Maringá que marcou.

O gol foi construído por Iago, que venceu a zaga na força e jogo de corpo, deixando fácil para Morelli completar. 3 a 1. Cinco minutos depois, aos 32 do segundo tempo, em mais um ataque perigoso, Mateus Moraes entrou na área com a bola dominada, mas foi derrubado. Pênalti! Ele mesmo bateu e marcou.

A torcida do Maringá teve a sensação de que estava nascendo uma goleada e ainda estava comemorando quando Lucas Coelho, que tinha acabou de entrar no time do Cascavel, marcou aos 33 minutos. O time de Jorge Castilho tentava administrar a vantagem, mas a Serpente estava viva e valente, descia para o ataque a cada minuto e forçava Dheimisson a trabalhar muito e com eficiência. No final, ficou mesmo em 4 a 2 para o dono da casa.

Clássico local

A vitória do Maringa FC, quebrando a invencibilidader do Cascavel, cacifou o time de Jorge Castilho para o primeiro derbi no Willie Davids depois de duas décadas. O time, agora quinto na tabela, vai enfrentar a outra equipe local, o Aruko Sportes Brasil, que até agora não se firmou na elite do futebol paranaense, somando apenas 4 pontos até agora e nesta quarta-feira sofreu mais uma derrota, desta vez frente o Operário Ferroviário, em Ponta Grossa. A equipe maringaense perdeu por 2 a 1 no estádio Germano Krüger. Com a derrota, a equipe maringaense, cai para a 9ª posição no Paranaense.

O jogo será as 18h30 e as primeiras mil mulheres que chegarem ao WD vão entrar de graça. Já o Cascavel enfrenta o Operário nos Campos Gerais, no mesmo dia e horário.

Público e renda
Pagantes 5.047
Livre 302
Total 5.349
Renda R$ 105.485

Com informações de Luiz de Carvalho