MARINGÁ

Maringá tem índice médio de infestação do mosquito da dengue

O 4º Levantamento de Índice de Infestação do Aedes Aegypti de Maringá (Lira) de 2022, realizado pela Secretaria de Saúde, está em 1%, considerado risco médio. Os dados se referem ao período de 3 a 7 de outubro. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o índice abaixo de 1% indica baixo risco de infestação, de 1% a 3,9% médio e acima de 4% alto risco.

O levantamento completo, com dados por Unidade Básica de Saúde (UBS), será divulgado na próxima terça-feira, 1º, a partir das 9h, no Auditório Hélio Moreira.

“Por meio do Lira, a Prefeitura realiza o monitoramento da dengue nos bairros de Maringá, o que contribui com as estratégias de prevenção e combate ao mosquito da dengue. Apesar do índice estar em risco médio, nossas ações contra a proliferação do mosquito continuam e são intensificadas nos períodos de chuva”, afirma o gerente de Zoonoses, Eduardo Alcântara.

Neste mês, a gestão municipal realiza mutirões de orientação e limpeza nos bairros com maior índice de infestação. As atividades envolvem as secretarias de Saúde, Limpeza Urbana (Selurb), Instituto Ambiental Maringá (IAM) e equipes da Fiscalização Integrada. Os Agentes de Combate às Endemias (ACEs) percorrem os bairros, instruindo as pessoas para que separem o lixo que acumula água e deixem nas calçadas para que os servidores recolham, nos horários e dias divulgados.

Além disso, a Prefeitura de Maringá organiza outros mutirões de limpeza e prioriza o atendimento às solicitações e denúncias da população.