DESTAQUES DO DIA

Mais duas instituições se juntam ao Projeto Fraldas do Instituto Cocamar

A Associação Paranaense dos Amigos dos Excepcionais (Apae) de Paiçandu e a instituição Mãos Solidárias, do distrito de Iguatemi, no município de Maringá, são as novas parceiras do Projeto Fraldas, a fábrica mantida pelo Instituto Cocamar.

Na última semana, representantes de ambas as entidades realizaram visita à sede do Instituto Cocamar, em Maringá, onde, recebidos pela analista de responsabilidade social e coordenadora do projeto, Janayne Andrade, conheceram a estrutura da Fábrica de Fraldas e solicitaram sua inclusão no planejamento da mesma para 2023.

Para isso, tanto a Apae quanto a entidade Mãos Solidárias prontificaram-se a mobilizar voluntários para que participem da iniciativa, suprindo assim, em parte, a demanda por fraldas geriátricas.

Segundo Janayne, ao inserir essas pessoas no Programa de Voluntariado do Instituto Cocamar, as fraldas fabricadas são direcionadas às respectivas entidades. Em relação à Apae, em especial, ao envolver os responsáveis familiares dos alunos como voluntários, isto proporcionará o fortalecimento do vínculo comunitário e familiar.

Por sua vez, fundada há 33 anos, a entidade Mãos Solidárias presta atendimento a famílias em situação de vulnerabilidade social, promovendo feiras comunitárias de hortifrutigranjeiros, bem como a doação de alimentos e roupas. Ao firmar parceria com o projeto Fábrica de Fraldas, pretende também fornecer esse item às famílias.

Desde que entrou em funcionamento, no mês de agosto do ano passado, e até janeiro último, a fábrica de fraldas do Instituto Cocamar produziu cerca de 25 mil unidades geriátricas, mobilizou 170 voluntários e atendeu a 12 instituições sociais de vários municípios paranaenses, as quais, por sua vez, supriram as necessidades de 350 famílias e indivíduos.