POLICIA

Homem que trabalha como Papai Noel é suspeito de estuprar a neta deficiente

Um homem de 68 e que trabalha como Papai Noel é suspeito de crime de estupro contra uma adolescente de 16 anos. E o que é pior: a vítima é portadora de necessidades especiais, estudante da Apae. Pior ainda: é sua própria neta. Mas, a situação é ainda pior: ele fazia fotos com o celular abusando da neta.

O homem foi preso e autuando em flagrante pelo crime de estupro de numerável nesta quarta-feira, 14, por uma equipe da Guarda Civil Municipal de Maringá e encontra-se à disposição da Justiça na 9ª Subdivisão Policial de Maringá (SDP).

papai noel é suspeito
Momento em que a Guarda Civil de Maringá efetuou a detenção do idoso que estaria abusando da neta Foto: O Dia na Cidade

Segundo o delegado plantonista Luiz Alves, a menor relatou os abusos a uma tia, mas as provas principais estão no aparelho celular do idoso, onde foram encontradas fotos que mostram ele abusando da neta. O Conselho Tutelar foi acionado e o caso também é acompanhado pelo Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria).

Ainda segundo o delegado, em uma breve conversa com o idoso ele teria confessado o crime e ainda disse que era assediado pela vítima. Ao tomar conhecimento do fato, o pai da adolescente e filho do suspeito, ficou apavorado. A vítima relatou ao pai e familiares que o avô desferia diversas ameaças de morte se ela o denunciasse.