POLICIA

Homem acusado de matar a esposa e jogar o corpo em uma fossa vai a júri em Maringá

Depois de mais de 20 anos, o homem acusado pela morte da esposa em Maringá senta no banco dos réus nesta terça-feira, 20. De acordo com o Ministério Público, Jair da Silva de 61 anos, é acusado de, no ano de 2001, matar a esposa Lucimar Aparecida Carneiro – a época com 31 anos – com um tiro na cabeça.

Após atirar, Silva jogou o corpo da mulher em uma fossa e tentou atear fogo no cadáver. O crime aconteceu em uma residência no Jardim Alvorada, bairro da zona norte de Maringá. O acusado está preso desde o ano passado. Ele foi capturado em São Paulo. Ele é acusado de homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Em frente ao Fórum de Maringá familiares de Lucimar protestaram e pediram a condenação de Silva a pena máxima. Ao longo do processo, o réu sempre permaneceu em silêncio. A expectativa é de que o júri dure o dia todo.