DESTAQUES DO DIA

Há 25 anos, a música brasileira perdia Tim Maia

Em 1998, Sebastião Rodrigues Maia, o Tim Maia, passou mal durante uma apresentação no Teatro Municipal de Niterói. Naquela ocasião, ele teve de deixar o palco numa ambulância. Após complicações cardiovasculares, ficou internado durante uma semana no hospital vindo a falecer no dia 15 de março de infecção generalizada.

Nesta quarta-feira (15), completam-se 25 anos da morte de Tim, um dos principais nomes do soul e da MPB. Seu vozeirão suingado, sua irreverência e a verve de compositor marcaram época na música brasileira.

Para lembrar do seu legado, o Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) fez um levantamento das suas 25 músicas mais tocadas nos últimos 10 anos no Brasil.

O estudo apontou que “Não quero dinheiro” ficou na liderança do ranking musical, seguida por “Você” e “Azul da cor do mar” na segunda e terceira posições. Tim Maia tem 205 obras musicais e 698 gravações cadastradas no banco de dados do Ecad.

Os herdeiros de Tim Maia continuarão a receber os direitos autorais pela execução pública de suas músicas. Esse pagamento é assegurado por 70 anos após a morte do autor (ou do último autor, em caso de parcerias), conforme determina a lei do direito autoral (9.610/98).

Ranking das músicas de autoria de Tim Maia mais tocadas nos últimos 10 anos nos principais segmentos de execução pública (Rádio, Shows, Sonorização Ambiental, Música ao vivo, Casas de Festas e Diversão, Carnaval, Festa Junina e Shows):

Posição Música Autores
1 Não quero dinheiro Tim Maia
2 Você Tim Maia
3 Azul da cor do mar Tim Maia
4 Do leme ao pontal Tim Maia
5 Sossego Tim Maia
6 Vale tudo Tim Maia
7 Não vou ficar Tim Maia
8 Imunização racional Tim Maia
9 Réu confesso Tim Maia
10 Ela partiu Tim Maia / Beto Cajueiro
11 Acenda o farol Tim Maia
12 Chocolate Tim Maia
13 Você e eu eu e você Tim Maia
14 Bom senso Tim Maia
15 Quine Bissau Moçambique e Angola Tim Maia
16 Rational culture Tim Maia
17 Essa tal felicidade Tim Maia
18 Cristina Tim Maia / Bill Cesar
19 Se me lembro faz doer Tim Maia
20 Meu país Tim Maia
21 Vou com gás Tim Maia
22 A fim de voltar Tim Maia / Hyldon
23 These are the songs Tim Maia
24 Padre Cicero Tim Maia / Cassiano
25 Se me levam eu vou Tim Maia

Trajetória
Sua carreira no Brasil se consolidou a partir de 1969, quando gravou um compacto simples pela Fermata com “These Are the Songs” (regravada no ano seguinte por Elis Regina em duo com ele e incluída no álbum “Em Pleno Verão”, de Elis) e “What Do You Want to Bet”.

A partir daí, o nome de Tim Maia ganhou enorme projeção entre músicos e executivos da indústria fonográfica.

Mas foi na década de setenta que Tim Maia finalmente mostrou ao Brasil a força do seu talento. O caminho para o sucesso foi pavimentado nos anos anteriores, quando Tim Maia trabalhou com diversos artistas renomados (Erasmo, Elis Regina, Mutantes), cantou em programas de TV com o pessoal da Jovem Guarda e fez o seu nome como um músico completo e talentoso.

Em 1969, o compacto de “Primavera”, composição do parceiro de banda Cassiano, explodiu nas rádios e o catapultou para a fama.

Nos anos de 1980, Tim manteve a pegada e bombardeou as paradas de sucesso com uma coleção de hits inesquecíveis. A década começou quente com o grande sucesso “Você e Eu, Eu e Você (Juntinhos)”, e se manteve fervendo por todos os anos posteriores.

Em 1981, “Do Leme ao Pontal”, lançado no lado B do compacto “Amiga”, incendiou o verão e se tornou num dos seus grandes clássicos inesquecíveis.

Em 1982, com Sandra de Sá, gravou a arrebatadora “Vale Tudo”.

Em 1983, o LP “O Descobridor dos Sete Mares” rapidamente se transformou em outro arrasa-quarteirão que arrebentou nas paradas e conquistou as rádios de todo o país, com destaque para a canção-título “O Descobridor Dos sete Mares” (Michel e Gilson Mendonça) e a balada românica “Me dê Motivo” (Michael Sullivan/Paulo Massadas).

Em 1985, repetiu a parceria vitoriosa com Sullivan e Massadas e gravou “Um Dia de Domingo”, num dueto com Gal Costa.

E foi assim até o final da década onde músicas como “Telefone”, “Pede a Ela”, “Leva”, “Pudera”, “Paixão Antiga”, “Tudo em Cima” e tantas outras fizeram o povo dançar e se emocionar.