BRASIL E MUNDO

Gêmeos de Maringá tiveram rins doados pelas irmãs, também gêmeas

Setembro é o mês conscientização pela doação de órgãos. E neste ano, dois irmãos gêmeos de Maringá comemoram cerca de uma década em que tiveram suas vidas salvas graças a uma doação de suas irmãs, também gêmeas.

Tudo começou quando o supervisor administrativo Fábio Gomes da Silva, hoje com 45 anos, descobriu um problema renal que exigiria a realização de um transplante.

Fábio conta que nunca havia tido qualquer tipo de problema. Mas certa vez sentiu uma dor na nuca, algo estranho e que não sabia o que era. “Daí fui ao médico cardiologista e fiz uma bateria de exames. Foi aí que descobri q estava com problema renal, pois meu exame de sangue mostrava que minha creatinina estava alterada e meus rins com 30% de funcionamento. O rim dificilmente dá sinal que está com problemas, quando aparece pode estar bem ‘machucado’ já”, explica.