DESTAQUES DO DIA

Ganhador da Copa do Mundo: inteligência artificial calcula qual é o time favorito

Um modelo de previsão chamado Opta, baseado em inteligência artificial, prevê que a seleção do Brasil é a favorita como campeã da Copa do Mundo de 2022. A empresa britânica Stats Perform, responsável pelo modelo, calculou a probabilidade de cada seleção vencer.

Após golear a Coreia do Sul nesta segunda-feira, o Brasil se classificou para as quartas de final e enfrentará a seleção da Croácia nesta sexta-feira, 9. E a seleção do Brasil é a favorita desde o início da Copa do Mundo, segundo a Opta.

O modelo usa os dados mais recentes para calcular as chances de cada país, em um gráfico que é atualizado diariamente – veja abaixo qual é a metodologia.

O Brasil começou o torneio com 17% de chances de vencer e alcançou a marca de 25,2% no último dia 29 de novembro, depois de vencer a Suíça.

O favoritismo da seleção caiu ao longo do torneio, principalmente depois da derrota contra o Camarões. Mas na última segunda-feira,5, a seleção seguia como a principal aposta, com 20,6% de chances de conseguir seu hexacampeonato neste ano.

Fortes concorrentes

A Argentina é o segundo nome do estudo da Opta, com 19% de chances de levar a taça do Catar para casa. Os ‘hermanos’ começaram a Copa do Mundo com 13% de chances de vencer e caíram para 6% depois que a seleção perdeu para a Arábia Saudita, mas subiram esse percentual nos jogos seguintes.

A França aparece como a terceira favorita para ser campeã, com 15,7% de chances. Na sequência, aparecem as seleções da Inglaterra (14,1%), Holanda (9,9%), Espanha (8,4%), Portugal (5,7%), Croácia (2,9%), Suíça (1,3%) e Marrocos (1,1%).

Metodologia

A Stats Perform, que criou o modelo de previsão, é uma empresa de tecnologia esportiva especializada em dados e inteligência artificial.

Para calcular as chances de cada seleção, a empresa explica que estima a probabilidade de cada um dos resultados possíveis nas partidas, usando os dados do mercado de apostas e o ranking das equipes no Stats Perform.

Jamie Kemp, editor de dados da Opta, explica que as probabilidades são calculadas com base em dados históricos e recentes do desempenho de cada equipe.

“O modelo considera a força do adversário e a dificuldade que tem pela frente até a final, levando em conta a composição dos grupos e a classificação para as fases eliminatórias”, disse o editor à BBC Sports.