PARANÁ

Flávia Francischini quer atuar por mulheres, autistas e pessoas com deficiência na Alep

REABERTURA PRESENCIAL DOS VEREADORES NA SESSÃO PLENÁRIA NA CÂMARA MUNICIPAL DE CURITIBA = VEREADOR FLAVIA FRANCISCHINI

Eleita com 41.757 votos no dia 2 de outubro, Flávia Francischini assumirá seu primeiro mandato como deputada estadual em 2023 e pretende dar continuidade ao trabalho desenvolvido como vereadora em Curitiba. Entre suas prioridades estão projetos em defesa das mulheres, de autistas e de pessoas com síndromes e deficiências.

Mulher do ex-deputado Fernando Francischini, Flávia Francischini tem 42 anos e nasceu em Brasília. É advogada e foi agente da Polícia Federal entre 2006 e 2010. Esteve à frente da Secretaria Municipal Antidrogas de Curitiba entre 2012 e 2014, foi defensora pública em Brasília e diretora de Recursos Humanos do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) entre 2014 e 2018. É conselheira do Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar Estadual) e coordenadora do Movimento do Orgulho Autista do Brasil no Paraná.
Eleita vereadora pela primeira vez em 2020, a deputada eleita herdou neste ano parte dos votos dados a Fernando Francischini nas eleições de 2018 (ele teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral por divulgar informações inverídicas a respeito das urnas eletrônicas). É fundadora do Instituto “Fazer o bem sem olhar a quem”, que ajuda famílias carentes a terem acesso ao diagnóstico e a orientações sobre o autismo.