POLICIA

Feminicídio: mulher é morta na frente do filho por homem que foi rejeitado

Mais um caso de feminicídio na região: a auxiliar de cozinha Rebeca Sara Garcia de Andrade, de 27 anos, foi assassinada na noite desta sexta-feira, 4, na frente do filho de 8 anos, na Vila Santa Isabel, em Marialva. Ela estava em casa quando foi chamada ao portão por um homem que era seu conhecido, que efetuou cinco tiros, acertando dois. O suspeito é um homem que a ajudou a mudar-se de Londrina para Marialva há três meses e teria revelado interesse em manter o caso com Rebeca. Ele fugiu após matar a mulher e seu carro, um VW Gol, foi encontrado abandonado na zona rural de Sarandi.

Segundo conhecidos, Rebeca Sara Garcia mudou-se de Londrina para Marialva para ficar mais próxima de sua família e o suspeito era seu conhecido e por ter doado alguns eletrodomésticos à mulher sentia-se no direito de controlar a vida dela. Ele já teria se revelado muito possessivo, embora nunca tenha ocorrido qualquer tipo de relacionamento entre eles.

As amigas de Rebeca dizem a possessividade teria virado crises de ciúme quando o homem descobriu que Rebeca tinha iniciado um caso com um rapaz. Na sexta-feira, o suspeito teria passado em frente à casa de Rebeca Sara e viu-a conversando com o outro rapaz. Pouco depois, ele voltou, chamou a mulher no portão e cometeu o feminicídio na frente do filho da vítima.