BRASIL E MUNDO POLICIA

Ex-morador de Maringá é uma das vítimas de chacina no MT

O crime, segundo a polícia, foi motivado por um desentendimento após uma aposta em um jogo de sinuca. Sete pessoas foram assassinadas.

Sete pessoas, entre elas uma adolescente de 12 anos, foram mortas a tiros durante a tarde de terça-feira, 21, após dois homens não aceitarem a derrota em duas partidas de sinuca em um bar localizado no Jardim Lisboa, em Sinop, a 500 quilômetros de Cuiabá, MT. Há também dentre as vítimas, o ex-morador de Maringá Elizeu Santos da Silva, de 47 anos. Ele trabalhava vendendo morango em Sinop e região. Silva nasceu na cidade de São João do Ivaí, mas residiu em Maringá por mais de 25 anos.

Câmeras de segurança do estabelecimento registraram a ação criminosa. Nas imagens, é possível ver quando um dos suspeitos, de camiseta azul, armado com uma pistola, rende as pessoas e as leva para perto de uma parede. Enquanto isso, o outro homem, de camiseta listrada, retira uma espingarda calibre 12 de uma camionete estacionada em frente ao estabelecimento e volta atirando várias vezes. A adolescente, depois de vários disparos, tenta correr para fora do estabelecimento.

Ela e outro homem foram mortos com tiros nas costas. Antes de fugirem, um dos suspeitos pega uma quantia de dinheiro que está em uma das mesas de sinuca, além de outros objetos. Os dois atiradores fogem em uma camionete S10 de cor branca. Segundo a Polícia Militar, a dupla participava de um jogo de sinuca valendo dinheiro, e que os assassinos perderam a partida. Os suspeitos voltaram com mais uma quantia e perderam, novamente.

Edgar Ricardo de Oliveira, de 30 anos, e Ezequias Souza Ribeiro, de 27 anos, são os atiradores. As forças de segurança do Mato Grosso realizaram barreiras para que os criminosos não possam sair da cidade. Eles são procurados.

Motivação em detalhes

A chacina ocorreu por volta das 17h, no Bar do Bruno. Conforme o delegado Braulio Junqueira, o dono do estabelecimento também morreu e a adolescente é filha de uma das vítimas, o Getúlio. Dois sobreviventes estão sendo ouvidos pelo delegado. Conforme a Polícia Civil, os autores estavam jogando sinuca apostando e foram jogar contra uma das vítimas, o Getúlio, na parte da manhã. Perderam várias partidas, no valor de R$ 4 mil. Voltaram à tarde e perderam mais algumas partidas.

O delegado afirma que Edgar é quem estava jogando as partidas. Ficou irritado, foi no carro e pegou uma espingarda, e Ezequias uma pistola 380. “Ezequias arrebanhou o pessoal para o canto e Edgar iniciou a execução matando primeiro Maciel Bruno, dono do bar, depois atirou em Getúlio, pelas costas, e depois deu dois tiros no olho dele. Então, passou a atirar em todos. Edgar atirou em quem corria, inclusive na menina”, detalhou o delegado responsável pelas investigações.

As vítimas foram identificadas como:

1. Larissa Frasao de Almeida – 12 anos;

2. Orisberto Pereira Sousa – 38 anos;

3. Adriano Balbinote – 46 anos;

4. Getúlio Rodrigues Frasão Júnior – 36 anos;

5. Josué Ramos Tenório – 48 anos;

6. Maciel Bruno de Andrade Costa – 35 anos;

7. Elizeu Santos da Silva – 47 anos; Este último chegou a ser socorrido com vida, mas morreu no hospital.