POLICIA

Em operação, Polícia Civil prende suspeitos de matar comerciante e um casal em Maringá

Investigadores da Polícia Civil de Maringá deflagraram na manhã desta segunda-feira, 17, uma operação com o objetivo de prender criminosos envolvidos em homicídios ocorridos neste ano na cidade. Ao todo, 14 ordens judiciais foram expedidas pela Justiça. Dentre os presos, de acordo com o delegado Diego Elias Almeida – titular da Delegacia de Homicídios – está o suspeito ser o mentor da morte do comerciante Marcelo Zerbinatti, de 42 anos, no fim de setembro.

Na ocasião, também foi assassinado Anatan Aparecido Waldomiro, de 30 anos, que seria o alvo de fato do atirador. A polícia também prendeu suspeitos de envolvimento na morte do casal Hedley Palharin Américo Bittencourt, de 35 anos e Tamara Cristina Biondo, 29 anos, no Jardim Pinheiros, no dia 30 de setembro. Durante a operação desta segunda, a polícia prendeu suspeitos de outros dois assassinatos.

Em um dos casos, no começo deste mês, Gabriel Aparecido de Souza Correia, de 19 anos, foi morto a golpes de faca na Rua Peru, Jardim Alvorada. Um dos autores foi preso em flagrante e o outro detido na operação de hoje. Os investigadores também cumpriram mandados de busca e apreensão em dois condomínios de luxo nas residências de um advogado e um empresário.

Ambos teriam envolvimento na morte de um corretor de imóveis no dia 5 de maio. Aparecido Henrique Romero, de 31 anos, foi morto com vários tiros no Jardim Dias. “Também aproveitamos o efetivo disponibilizado pela Polícia Civil e cumprimos os mandados em residências relacionadas ao suspeito de mais este crime”, reforçou o delegado Diego Elias Almeida em entrevista ao Repórter Anderson Corujão, ao vivo no programa Bora Maringá, exibido diariamente na TV Maringá/Band.