DESTAQUES DO DIA ESPORTE

Em jogo de 10 gols, Flamengo goleia o Maringá FC e avança na Copa do Brasil

Desta vez as estrelas do Flamengo não fizeram corpo mole, não estavam interessadas em derrubar técnico. O Flamengo foi Flamengo e precisou de apenas 29 minutos para reverter a vantagem de 2 gols que o Maringá FC construiu no primeiro jogo e ainda deu início à maior goleada da atual Copa do Brasil: 8 a 2, com quatro gols de Pedro.

Fazia 26 anos que o Flamengo não marcava 8 gols em um mesmo jogo.

O jogo desta quarta-feira, 26, no Maracanã, encerrou a história do Maringá Futebol Clube na atual edição da Copa do Brasil. O Maringá viajou ao Rio confiante de que poderia continuar na Copa do Brasil, já que podia perder pela diferença de um gol e ainda se classificar ou por dois para que a disputa fosse para os pênaltis. A esperança contagiou a torcida e centenas de pessoas viajaram ao Rio de Janeiro para viver o momento histórico.

Mas, a esperança começou a murchar assim que a bola rolou no gramado – péssimo – do Maracanã, onde o Mengão fazia um jogo de vida e morte. Em 2 minutos o clube carioca abriu o placar. Cebolinha cobrou escanteio e a bola sobrou para Thiago Maia soltar uma bomba para abrir o placar.

O que se viu na sequência foi o Flamengo jogando como Flamengo. Em poucos dias como técnico, o argentino Jorge Sampaoli organizou a equipe, com Gerson fazendo o meio campo funcionar, Thiago Maia e Gabigol fazendo a ligação para a bola chegar com qualidade para Pedro concluir.

Aos 18, foi a vez de Pedro ampliar de cabeça, em mais uma cobrança de escanteio. O Flamengo chegou ao terceiro após Gerson sofrer pênalti, que foi convertido por Gabigol. O Maringá, que fazia uma partida tímida até então, conseguiu reagir em cobrança de escanteio, em que a bola acabou sendo colocada para dentro por Fabrício Bruno, contra. Os visitantes passaram a ter mais presença de ataque e equilibraram o jogo. Mas, nos acréscimos, Gerson recebeu de Ayrton e deu um chutaço, dentro da área, para ampliar.

 

Reação tímida

O técnico Jorge Castilho aproveitou o intervalo para tentar orientar sua equipe, mas os jogadores não viam saídas diante de um Flamengo claramente superior. O Maringá voltou com um pouco mais de iniciativa, arriscando sair com a bola nos contra-ataques, mas não demorou para o Flamengo ampliar a diferença. Aos 12, Gabigol deu bom passe para Cebolinha fazer o quinto. Aos 19, o time paranaense descontou: Serginho passou na área para Bruno Lopes, que soltou uma bomba que desviou e encobriu Santos.

O Maringá FC se recusou a recuar para segurar o resultado e, com isso, deixou sua defesa aberta. Só deu Flamengo. Na sequência, Pedro fez seu segundo gol na partida, em boa jogada de Gerson. O meia, aliás, foi o motor do Flamengo no ataque. Espetado como ponta, ele criou a maioria das jogadas ofensivas, levou a melhor sobre a marcação e foi ovacionado ao ser substituído. Na reta final, Pedro marcou outras duas vezes para fechar o resultado.

O Maringá FC se despediu da competição abalado pela goleada, porém orgulhoso por ter chegado até a terceira fase da Copa do Brasil pela primeira vez.

 

Pedro Iluminado

Foi a segunda vez que Pedro marcou quatro gols na carreira. A primeira foi em 2022, na vitória por 7 a 1 sobre o Tolima, na Libertadores.

Flamengo
Pedro alcança Romário como maior artilheiro em uma mesma partida Foto: FFR

Até esta quarta-feira, apenas Romário havia feito quatro gols em um só jogo pelo Flamengo na Copa do Brasil, no triunfo por 5 a 2 sobre o Vitória, em 1998.