MARINGÁ

Curso de Agronomia da UEM festeja 45 anos e reúne alunos e professores de todas as gerações

Criado em 1977,  quando o Paraná tentava reerguer sua agricultura após as geadas de 1975 terem dizimado a cafeicultura, o curso de Agronomia da Universidade Estadual de Maringá (UEM) completou 45 anos e comemora a data reunindo alunos, professores e servidores de todos os anos em um jantar com muitas homenagens e apresentação de uma revista que conta a história do curso.

O evento acontece nesta quarta-feira, 12, quando se comemora o Dia do Agrônomo.

Haverá plantio de árvores e homenagens aos dois primeiros professores do curso, José Walter Pedroza Carneiro e Lineu Krul Guarque, que tiveram grande participação na formatação do curso e na conquista da estrutura que está à disposição de alunos e professores, como a Fazenda Experimental Iguatemi  (FEI) e o Centro de Treinamento em Irrigação (CTI).

Também serão homenageados os três professores mais antigos ainda em atividade, Maria Celeste Gonçalves-Vidigal, que dirige o setor de melhoramento de plantas, professor Pedro Soares Vidigal e o professor Altair Bertonha.

curso de agronomia da uem
O Centro de Treinamento de Irrigação, CTI, presta serviços também a outras instituições da comunidade Foto: UEM

O reitor Julio Cesar Damasceno, que deixa o cargo nesta segunda-feira, 11, disse que o curso de Agronomia foi decisivo fazer da UEM em uma universidade conhecida e respeitada pela qualidade de seus cursos, pela pesquisa, pela extensão e qualificação de seus professores. “O curso de Agronomia tem muito a ver com o princípio da UEM definido ainda na criação da universidade”, diz o reitor da UEM. “Logo no início, Agronomia foi um curso que realizou um trabalho rápido e intenso de qualificação de seus docentes, criando programas em nível de mestrado e doutorado. A qualificação é uma das marcas da UEM desde seu início, importante para que esta seja uma das melhores e mais conceituadas universidades do Brasil. E muito dessa qualificação teve início com o curso de Agronomia”.

Para o chefe do Departamento de Agronomia (DAG), professor William Carvalho Nunes, poder reunir várias gerações de agrônomos da UEM é uma oportunidade rara e importante, tanto para a instituição quanto para os alunos e ex-alunos, além dos professores que deram à universidade de Maringá um dos melhores cursos de Agronomia do Brasil.

Professores que já se aposentaram e muitos alunos que, após formados, foram trabalhar em outros Estados e outros países confirmaram presença no encontro.