DESTAQUES DO DIA ESPORTE

Com gol no último lance, Maringá FC supera o Sampaio Corrêa e se mantém na Copa do Brasil

Sempre criticado e muitas vezes injustiçado, o atacante Alemão saiu do banco no segundo tempo para no último minuto, aos 52 do segundo tempo, marcar o gol que manteve o Maringá Futebol Clube na próxima fase da Copa do Brasil. O gol, que saiu quando a maioria já tinha perdido as esperanças, ajudou o time maringaense a faturar R$ 900 mil.

Diante de um público de quase 9 mil pessoas no Willie Davids, o Maringá FC derrotou o Sampaio Corrêa, do Maranhão, por 2 a 1 na noite desta quinta-feira, 2, com gols de Serginho e Alemão. Vinícius marcou pela equipe maranhense. Com a vitória, o Maringá se habilitou para continuar na competição e no próximo dia 8, novamente no Willie Davids, recebe o Marcílio Dias, de Itajaí, Santa Catarina, que se classificou para a próxima fase ao eliminar a Chapecoense, também de Santa Catarina.

Jogando em casa e com o apoio de sua torcida, o Maringá FC tinha a desvantagem de só conseguir mudar de fase com a vitória. Pelo regulamento, na Copa do Brasil a equipe visitante joga pelo empate e, no caso do Sampaio Corrêa também por estar melhor ranqueado.

 

Blitz de Bolívia Querida

Ao longo de sua história de 100 anos, o Sampaio Corrêa foi conhecido por diversas denominações. Primeiramente foi AURIRUBRO, devido a camisa ser amarela com detalhes vermelhos; posteriormente como Tricolor de São Pantaleão, Esquadrão de Aço, Tricolor de Aço, Mais Querido da Cidade, Bolívia Querida e Tubarão.

Com campo encharcado pela chuva que atingiu a região na tarde desta quinta-feira, o jogo começou com o Sampaio Corrêa aplicando um blitz com seguidas chegadas à meta maringaense, algumas delas levando perigo para o goleiro Dheimison. Logo na primeira, Vitinho fez jogada pela esquerda e passou para Matheus Martins, que bateu cruzado e o goleiro Dheimison espalmou para o lado.

maringá fc e sampaio corrêa
Foto: Fernando Teramatsu

Mas, foi o Maringá que saiu na frente. Aos 18 minutos, Robertinho cobra escanteio, há uma tentativa da defesa de afastar no primeiro pau, mas a bola acaba sobrando para Serginho, que marca.

O Maringá administrou bem a vantagem durante todo o primeiro tempo e chegou a ter oportunidade de ampliar o marcador. No segundo tempo o time maranhense voltou com mudanças e o resultado veio logo. Aos 7 minutos, Matheus Martins, que se sentia em casa por já ter morado em Maringá, jogado pelo Aruko e pelo Cianorte, fez uma bela jogada e cruzou da esquerda. Vinícius Alves cabeceou no alto, sem chances para o goleiro maringaense.

Como precisava de apenas um empate, o Sampaio Correa se fechou na defesa. O técnico tirou até seus atacantes mais importantes para reforçar com jogadores que defendiam e assim o empate foi mantido, com o Maringá FC se esforçando para furar o bloqueio, inutilmente.

O criticado Alemão mais uma vez salvou o Maringá FC. O técnico Jorge Castilho tirou o atacante do banco próximo ao final do jogo e quando estava próximo do fim dos 8 minutos de acréscimo dado pela arbitragem, eis que pinta a estrela do artilheiro e  Alemão marca, classificando o Maringá e eliminando a experiente equipe do Sampaio Correa, o clube mais vencedor do Maranhão.

maringá fc e sampaio correa
A torcida, que lotou a arquibancada com quase 9 mil pessoas, empurrou o time de Maringá todo o tempo Foto: João Paulo

Único do interior

Além do Maringá FC, o Paraná está representado na segunda fase da Copa do Brasil também pelo Coritiba, que se classificou superando o Humaitá por 3 a0 e agora vai enfrentar o Criciúma. O Athletico só entra na terceira fase