DESTAQUES DO DIA POLICIA

Com fome, cão mata outro para se alimentar em Maringá; tutor é preso em flagrante

Um jovem, de 20 anos, foi preso em flagrante por maus-tratos e abandono de dois cães e uma cadela da raça pitbull, na manhã desta segunda-feira, 2, no Parque das Grevíleas, em Maringá. Por causa da fome, um dos cães matou e passou a se alimentar da carne do outro, de acordo com a Polícia Civil.

A denúncia chegou ao delegado Luiz Alves por meio do vídeo de uma moradora do bairro. A mulher afirmou com o animal estava morto a três dias.

Equipes da Polícia Civil e da Secretaria de Proteção e Bem-Estar Animal foram até o endereço. O morador da casa, ao perceber a chegada das autoridades, tentou fugir pulando o muro, mas foi alcançado e contido.

“A situação encontrada na residência era de total vulnerabilidade aos animais. Eles estavam sem alimentos e em um ambiente imundo, cheio de fezes”, relatou Marco Antônio Azevedo, secretário de proteção e bem-estar animal de Maringá.

O animal morto e que serviu de alimento não foi encontrado na propriedade. O morador informou que o havia jogado debaixo de um dos viadutos do Contorno Norte. As equipes foram até o local indicado e encontraram o corpo enrolado em cobertores. O cão e a cadela que estavam na casa foram resgatados e encaminhados para tratamento veterinário. Eles serão disponibilizados para adoção.

A fêmea tinha acabado de passar pelo processo de amamentação e apresentava um quadro grave de desnutrição. Por outro lado, filhotes não foram localizados. A polícia também investiga outra denúncia. A de que o jovem preso usava os animais para procriação e venda das crias.

“A situação é deplorável. Esse cidadão vai ser autuado em flagrante por maus-tratos, com pena prevista de um a cinco anos de detenção”, explicou, no local da ocorrência, Luiz Alves, delegado de Polícia. Além disso o jovem foi multado em R$ 14 mil – R$ 10 mil pelo cão morto e R$ 2 mil por cada um dos animais resgatados.