DESTAQUES DO DIA

Cidade da região oferece ônibus gratuito à população

 

Desde os primeiros minutos desta segunda-feira, 2, começaram as operações do Programa Passe Livre em Cianorte, que garante a gratuidade do transporte coletivo urbano. O programa já tinha sido iniciado e agora o município passa a contar com mais 11 bairros atendidos.

Os novos pontos abrangidos são o Parque das Nações, Belas Artes, Mari, Paulista, Beatriz Guimarães, Mafra (I e II), Céu Azul, Sagrada Família (I e II), Santa Ana, Vó Geny e Recanto Verde.

“Este é um programa pelo qual temos imensa expectativa e é com satisfação que anunciamos as novas rotas. Com o Passe Livre, a Administração Municipal passa a pagar a empresa concessionária por quilômetro rodado e isso possibilitou a inclusão de pontos de ônibus, tornando o transporte público mais democrático e atendendo demandas antigas da população”, afirma o prefeito, Marco Franzato (PSD).

O mapa com os itinerários e a tabela de horários estão disponíveis para consulta no site do Município (https://cianorte.pr.gov.br/), na área de banner rotativo, ou diretamente pelo link: https://cianorte.my.canva.site/passelivre.

CARTÃO – Para usufruir do serviço, os cidadãos deverão apresentar um cartão eletrônico ao adentrar aos ônibus. O cadastro está sendo realizado na sede da Viação Cianorte (Av. Allan Kardec, 298), assim como no Terminal Central (Avenida Brasil, 203), de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h e das 13h30 às 17h. Basta apresentar um documento com foto e um comprovante de residência. O cartão fica pronto na hora.

A primeira impressão não tem custo. Caso o usuário precise de segunda via, haverá cobrança de R$ 8. Sem o cartão, o preço do bilhete será de R$ 5. Cidadãos de outros municípios que trabalham na Capital do Vestuário também têm o direito de utilizar o transporte gratuito, sendo preciso, além dos documentos citados, apresentar um comprovante do local de trabalho (holerite ou carteira de trabalho). Para os usuários que já utilizam o cartão, não é necessária a atualização imediata, pois o mesmo continuará tendo validade até junho deste ano.