DESTAQUES DO DIA MARINGÁ POLICIA

Ação integrada recolhe 79 motos com irregularidades em Maringá

Dentre os problemas constatados estão: mau estado de conservação, licenciamento em atraso, multas por infrações de trânsito, além de outros.
Ações conjunta da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), Guarda Civil Municipal, Polícia Militar (PM), Polícia Rodoviária Estadual (PRE) e Federal (PRF), recolheram nos meses de janeiro e fevereiro 79 motocicletas que circulavam em situação irregular. Dentre os problemas constatados estão: mau estado de conservação, licenciamento em atraso, multas por infrações de trânsito, dentre outros.

De acordo com o secretário de Mobilidade Urbana, Gilberto Purpur, veículos irregulares aumentam o risco de acidentes nas ruas e avenidas da cidade. “São casos em que os condutores sabem que o veículo está em situação irregular, com débitos muito altos, e não têm a intenção de regularizar. Então circulam pela cidade descumprindo as leis de trânsito. São comuns situações como avançar o sinal vermelho, exceder o limite de velocidade, ultrapassar em locais proibidos etc. Essas situações colocam a vida das outras pessoas em risco também”, reforça Purpur.

No início de janeiro, uma motocicleta que tinha cerca de R$ 102 mil em débitos foi apreendida durante a blitz integrada. Neste mês, outra motocicleta, com R$ 81 mil em débitos, foi recolhida. Os veículos apreendidos são levados pela PM para o pátio da 13ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran). A lei determina que o proprietário tem 90 dias para regularizar a situação e retirar o veículo. Após esse período, o veículo fica disponível para ir a leilão, por meio do Departamento de Trânsito do Paraná (Detran).

As operações fazem parte da agenda preventiva da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob). Também há palestras em escolas e empresas, simulações de acidentes, abordagens nas ciclovias, entre outras ações, com o objetivo de reduzir os riscos de acidentes e mortes no trânsito.