POLICIA

A cada duas horas, um incêndio em edificação é registrado no Paraná

O Corpo de Bombeiros teve de lidar nesta terça-feira (27) com um incêndio num apartamento do 15º andar de um prédio localizado na Rua Atílio Bório, no bairro Cristo Rei, em Curitiba. A situação, ocorrida durante a tarde, foi até que rapidamente controlada, mas as equipes de resgate tiveram de lidar com uma enorme quantidade de fumaça no local, obrigando a retirada de todos eles do prédio.

Pelo menos três caminhões da corporação precisaram ser destacados para atender a ocorrência, causada por uma panela esquecida no fogão da cozinha.

No Paraná, inclusive, situações desse tipo são mais comuns do que muitos podem imaginar. De acordo com o Sistema de Dados Operacionais do Corpo de Bombeiros (SYSBM-CCB), apenas neste ano já foram atendidas, até ontem, 2.974 situações de incêndio em edificação em todo o estado. Para se ter uma dimensão do que isso representa, a média em 2022 é de 11 ocorrências por dia ou ainda de um registro a cada 130 minutos (2 horas e 10 minutos).

Curitiba, como seria de se esperar, é o município que concentra a maior parte das ocorrências, com 411 registros entre 1º de janeiro e 27 de setembro. As principais causas para essas ocorrências são problemas na fiação do imóvel, utilização de fritadeiras, fogão a lenha e fogão a gás, queima de velas e conservação inadequada de combustíveis como álcool, gasolina e diesel.

A boa notícia, por outro lado, é que essas situações apresentam tendência de queda, tanto no estado como na capital. No Paraná, haviam sido registrados 3.070 incêndios em edificação no ano passado, entre janeiro e setembro (até 27/9), com Curitiba concentrando 416 ocorrências. No ano anterior, haviam 3.337 situações no estado todo e 466 apenas na capital. Os números de 2022, inclusive, são os menores desde 2018, pelo menos, para o período analisado

Ocorrências de incêndio em edificação, de 1º de janeiro a 27 de setembro de cada ano

Paraná
2022: 2.974
2021: 3.070
2020: 3.337
2019: 3.378
2018: 3.261